COPEL QUER REDUZIR PARTICIPAÇÃO NO PLANO DE SAÚDE

COPEL QUER REDUZIR PARTICIPAÇÃO NO PLANO DE SAÚDE

fundação 2OLÁ COPELIANOS: ESSA NOTÍCIA EXIGE REAÇÃO URGENTE!!

A sanha do governo Beto Richa em fazer caixa para cobrir seus rombos, além de criar empecilhos para as negociações dos acordos coletivos nas empresas estatais, agora quer reduzir benefícios nos planos de saúde da Fundação Copel.

Na última quinta-feira os sindicatos tomaram conhecimento de uma proposta de alteração nos planos de saúde, que afeta profundamente os benefícios aos copelianos. Esta proposta será submetida pela Copel, como patrocinadora, a apreciação e deliberação no Conselho deliberativo da Fundação Copel nesta quarta-feira, dia 25 de novembro.

Pela proposta, a Copel, que hoje contribui com  80% do plano de saúde, passará a cobrir apenas 50% do plano para novos trabalhadores. No que diz respeito às aposentadorias, atualmente a Copel banca 50% do plano de saúde, e passará a não bancar mais nada na aposentadoria dos novos empregados, que teriam que bancar integralmente o plano de saúde.

Embora a proposta não altere os benefícios dos atuais empregados e dos já aposentados, faz parte de uma movimentação geral de corrosão dos benefícios aos trabalhadores. Os sindicatos do Coletivo Sindical da Copel apelam aos trabalhadores da ativa e aposentados para não aceitar isso. Lembram que a Fundação Copel é dos trabalhadores participantes e tais interferências, feitas de cima para baixo, e por baixo dos panos, atentam contra nossa vontade, contra nosso futuro e contra o patrimônio que construímos juntos, por décadas.

Os sindicatos do Coletivo Sindical da Copel souberam desta proposta na quinta-feira, dia 19 de novembro, e imediatamente solicitaram informações da Copel e agendamento de reunião para discutir o assunto, mas não obtiveram ainda nenhuma resposta. Essa atitude da Empresa é um atentado contra os direitos dos trabalhadores, feito propositalmente no final do ano, sem divulgação, tentando evitar reações. É uma atitude que fere a democracia que dá aos participantes direito de opinar, assim como fere os direitos de negociação dentro das relações entre capital e trabalho.

O Coletivo Sindical dos Empregados da Copel está na luta para barrar esse atentado contra os copelianos. É importante que todos ajudem a espalhar a notícia e mobilizar os trabalhadores da ativa e aposentados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *