Institucional

O STEEM nasce como SINDICATO NAS INDÚSTRIAS URBANAS DE MARINGÁ E REGIÃO NOROESTE DO PARANÁ isso em 1988, e neste tempo tinha de ser associação para depois se transformar em sindicato uma luta muito grande por diversos companheiros (as), e o Sr. OSVALDO CERILLO muito lutou para que isso acontecesse porque quem nos representava era o SINDICATO DAS INDÚSTRIAS URBANAS DE LONDRINA.
Era muito desgastante para que participassemos das assembléias, mas não mediamos esforÇos para participar e MARINGÁ E REGIÃO sempre estava lá marcando presença e fazendo a diferença.
Com muita luta conseguimos o nosso SINDICATO hoje com reconhecimento local, estadual e nacional.
Na primeira eleição tivemos duas chapas inscritas, vencendo a chapa encabeçada pelo Sr. OSVALDO CERILLO que disputou com Sr. RICARDO BALESTRA.
Em 1992 tivemos a segunda eleição com a disputa de três chapas sendo a vencedora encabeçada pelo Sr. APARECIDO FAUSTINO, e as derrotadas encabeçadas pelos Srs. OSVALDO CERILLO e RICARDO BALESTRA respectivamente.
Em 1992 inicia–se na COPEL a criação de sindicato dos eletricitários com a finalidade de ser o único sindicato atuando dentro da COPEL, e nas brigas jurídicas chegamos em 1995 onde tivemos que fazer a divisão dos URBANITÁRIOS, nascendo o STEEM – SINDICATO DOS ELETRICITÁRIOS DE MARINGÁ e o SINDAEN – SINDICATO DO SANEAMENTO DE MARINGÁ, no mesmo ano aconteceu a terceira eleição com chapa única ainda pelos Urbanitários reelegendo o presidente, repetida a reeleição em 1998 como STEEM.
Na eleição de 2001 concorre com chapa única Sr. CLAUDEIR FERNANDES.
As brigas jurídicas continuaram neste período, mas não desanimamos e continuamos lutando e fazendo história juntamente com nosso escritório jurídico, atuando nas ações trabalhistas e nas ações da categoria conseguindo em ação da PERICULOSIDADE jurisprudência para todo o setor elétrico nacional.
Em 2001 tivemos a maior luta da história do sindicato que foi lutar contra a venda da COPEL “A PRIVATIZAÇÃO” tendo a primeira reunião dentro do nosso glorioso STEEM tornando uma luta de todo o POVO PARANAENSE, fazendo audiências públicas nas CÂMARAS DE VEREADORES passando por todos os municípios PARANAENSE e nesta luta tem um fato que não podemos deixar de registrar foi a ocupação da ASSEBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ pelos estudantes no dia da votação da VENDA DA COPEL.
Em 2004 foram três chapas inscritas, vencendo a chapa encabeçada pelo Sr. CLAUDEIR FERNANDES, e as derrotadas encabeçadas pelo Sr. APARECIDO FAUSTINO e CARLOS DICEZAR PEREIRA.
Na eleição de 2007 concorre com chapa única o presidente em exercício sendo reeleito.
Em 2007 volta a briga jurídica onde a COPEL cassa a liberação do presidente CLAUDEIR FERNANDES que precisa voltar ao seu local de trabalho na Copel em um período que tínhamos uma discussão muito grande com a empresa sobre a retirada de direito, o não mais pagamento da DUPLA–FUNÇÃO uma conquista de mais de 25 anos, o qual resultou em uma greve que durou 10 dias, e até agora a DUPLA–FUNÇÃO está sendo discutida na justiça.
Para que chegassemos até aqui tivemos a colaboração de muitos(as) companheiros(as) que representam uma categoria inteira, mas todos aqueles(as) que contribuíram sabem que fazem parte da linda HISTÓRIA DOS URBANITÁRIOS E ELETRICITÁRIOS.
Hoje temos participação em vários conselhos, e na direção da CUT/PR e da FNU/CUT.