SINDICATO DÃO INÍCIO A CAMPANHA PARA O ACT 18/19

arte acordo 1Nesse dia 1º de Maio, data simbólica da luta dos trabalhadores do mundo, os dois coletivos sindicais que representam os trabalhadores da Copel, unificadamente, apresentam os rumos e o cronograma de preparação para o ACT, convidando copelianos e copelianas de todo estado a participarem.

Para fazer frente a esse período de precarização dos direitos dos trabalhadores, enxugamento drástico dos postos de trabalho na Copel e possibilidades de retrocessos nas relações de trabalho, o desafio é que os copelianos estejam conscientes e organizados para as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 18/19.

ORGANIZAÇÃO É FUNDAMENTAL!

sindicato-01Os sindicatos adotaram como inspiração da campanha pelo ACT 18/19 o lema “Organização é fundamental!”

Organização é fundamental, porque as conquistas que temos nasceram da organização dos copelianos e da ação de seus sindicatos no correr dos anos. O nível salarial e os benefícios como vale-refeição, adicional de férias, licença maternidade e licença paternidade melhores do que o garantido em lei, direito à dupla-função e auxílio-educação, entre outros, foram conquistados e não benesses que a empresa concedeu de boa vontade.

Organização é fundamental porque graças a ela muitos direitos foram assegurados através da assistência jurídica dos sindicatos, em ações individuais e ações representando o coletivo dos trabalhadores.

Organização é fundamental porque muitas arbitrariedades e desmandos praticados na empresa foram e são resolvidos pela atuação e insistência dos sindicatos que representam os copelianos.

Organização é fundamental porque os trabalhadores após a reforma trabalhista os trabalhadores correm riscos de pagar honorários em reclamações, se não forem orientados corretamente pela assistência jurídica dos sindicatos.

Organização é fundamental, porque estando organizados cobramos da empresa que os procedimentos e equipamentos de segurança sejam garantidos.

Organização é fundamental porque quando mudanças organizacionais e administrativas são implantadas de cima para baixo, como o atual enxugamento de quadro na DIS e consequente sobrecarga de trabalho, os trabalhadores precisam ter quem levante a situação e lute por eles.

Organização é fundamental porque nesse momento em que os interesses de mercado querem modelar e privatizar a Copel, diminuindo seus custos com empregados e pouco se importando com a qualidade dos serviços, é preciso lutar e valorizar quem fez e faz a mais reconhecida empresa do setor no país pelos consumidores.

Uma série de ações se iniciam agora com vistas a conversar em cada local de trabalho e colher sugestões dos copelianos para a pauta de reivindicações, unindo todos e fortalecendo os sindicatos para as rodadas de negociação que virão.

CRONOGRAMA DA PREPARAÇÃO PARA O ACT:

 – De 01/05 até 30/05: preparação de materiais de informação e mobilização seguidas de visitas sindicais aos locais de trabalho, unindo a categoria;

– De 04/06 até 06/07: assembleias de aprovação da pauta de reivindicações pelos copelianos;

– Dia 10/07: unificação das reivindicações aprovadas nas assembleias estaduais em uma PAUTA ÚNICA;

– DIA 11/07: protocolo da PAUTA UNIFICADA DE REIVINDICAÇÕES na Copel, para análise da empresa e posterior início das negociações;

– DE 15/07 até o início das negociações: divulgação da pauta unificada junto aos trabalhadores e informações necessárias sobre o contexto da negociação, consolidando a mobilização.

Valdir Grandini – jornalista da Assessoria de Comunicação do Coletivo CSEC

ADVERTISEMENT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *