VALORES DA PLR 2016 SOFRERÃO IMPACTO DA DECISÃO DA AGO

VALORES DA PLR 2016 SOFRERÃO IMPACTO DA DECISÃO DA AGO

plr 16Olá copelianos (as)

Até esta tarde de 02/05 não temos, ainda, o montante a ser distribuído aos empregados, relativo a PLR 2016.

Na última sexta-feira, dia 28 de abril, na Assembleia Geral de Acionistas – AGO, o governo estadual conseguiu passar o rolo compressor e aprovar a distribuição aos acionistas de 50% do lucro líquido apurado em 2016. Essa decisão mudou o que havia sido aprovado antes pelo Conselho de Administração da Copel – CAD, em 28 de março, que havia definido o percentual de lucros a ser distribuído aos acionistas em 25%. Com a decisão da AGO, em vez de R$ 282 milhões, serão distribuídos R$ 506 milhões para os acionistas.

Pelo Acordo da PLR, negociado entre a Copel e os sindicatos que representam os copelianos, o montante da PLR a ser distribuído aos empregados está atrelado ao lucro líquido total, aos dividendos pagos aos acionistas e ao atingimento das metas previstas em acordo. Se aumenta o lucro ou o percentual distribuído aos acionistas, deve aumentar também o montante destinado aos empregados. O Acordo, claro, é válido e os sindicatos entendem que será cumprido.

Para o cálculo dos valores devidos aos empregados, é necessário refazer as contas com os valores de dividendos finais a serem pagos aos acionistas, assim como verificar o atingimento das metas pactuadas

É bastante preocupante o procedimento do governo estadual. Ele mudou a remuneração de acionistas em benefício próprio, interferindo na gestão da Copel e lançando mão de um capital que poderia ser destinado a investimentos. O que se sabe é que a diretoria da Copel previa a destinação de R$ 729 milhões “para constituição da Reserva de Retenção de Lucros, cuja finalidade é assegurar o programa de investimentos da Companhia”, o que foi ignorado pelo governo.

Infelizmente, os trabalhadores e os sindicatos não têm informações para pesar os resultados desse tipo de intromissão na saúde financeira da empresa e nas próprias metas futuras.

Voltaremos ao assunto, comunicando qualquer novidade.

 

Confira também

GOVERNO EDITA MEDIDA PROVISÓRIA SOBRE A REFORMA TRABALHISTA, MAS NÃO ATENUA SEUS DANOS

GOVERNO EDITA MEDIDA PROVISÓRIA SOBRE A REFORMA TRABALHISTA, MAS NÃO ATENUA SEUS DANOS Publicado em 16 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *